Virada Cultural 2020

Compartilhar

Tudo de arte, nada de Aglomeração

Neste final de semana, dias 12 e 13 de dezembro, a Prefeitura Municipal de São Paulo apresenta a 16ª edição da Virada Cultural, que neste ano tem o mote “Tudo de arte, nada de Aglomeração”. São mais de 400 atrações, entre atividades on-line e intervenções urbanas, distribuídas por todas as regiões de São Paulo. A virada está em 6 teatros, 9 centros culturais, 18 casas de cultura e 22 bibliotecas espalhadas por todas as regiões da cidade, com apresentações de artes visuais, circo, dança, literatura, moda, música, performance, teatro e uma programação interativa que também prevê rodas de conversa e debates.

Entre as atrações musicais, que abrangem os mais variados ritmos (do samba ao metal, passando pela MPB, o forró, o rap, o reggae e a música clássica), o destaque são os shows que serão transmitidos do Theatro Municipal de São Paulo, como os de Elza Soares e Flávio Renegado, Arnaldo Antunes, Criolo, Gloria Groove, MC Kekel e Renan da Penha, Elba Ramalho, o Quarteto de cordas da cidade de São Paulo, a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo e o III Encontro Nacional de Mulheres na roda do samba, com Mart’nália e Fabiana Cozza.

O projeto Jazz na Kombi é uma iniciativa de músicos cuja proposta é devolver o jazz ao seu lugar de origem: a rua. Desde 2014, quando o projeto nasceu numa das escadarias da Praça Roosevelt, o Jazz na Kombi vem realizando edições do “Menor Festival de Jazz do Mundo”, além de nove edições do Iquiririm Jazz Festival e participações em eventos como a Mostra Funarte de Festivais de Música das Olimpíadas 2016, no Rio de Janeiro.

Um imenso lambe lambe fotográfico de Itamar Assumpção é a intervenção proposta pelos coletivos Transverso, Paulestinos, Casadalapa e RaulZito na fachada do Centro Cultural da Penha no domingo, às 17h. A intervenção terá transmissão online pela página do Centro Cultural da Penha e no MU.ITA – Museu Itamar Assumpção.

A instalação Anhagabaú: Um rio de luz e resistência, do Studio Visualfarm, ocupará a nova fonte do vale com projeções, música, dança e arquitetura. Com direção artística de Alexis Anastasiou, um dos VJs pioneiros na arte de videomapping no país, a instalação acontece das sete da noite de sábado às quatro da manhã de domingo, ininterruptamente, com projeções, imagens e texturas nas árvores e na fonte do vale. Ao mesmo tempo, um sistema de som emitirá uma paisagem sonora que dará vida à instalação visual. Além disso, em quatro momentos durante a noite, haverá apresentações da Dança das Turmalinas Negras, grupo de performance paulista formado por garotas pretas. Essas apresentações serão feitas em dois momentos: sem a fonte estar funcionando e com a fonte ligada, criando um diálogo entre corpos humanos, tecnologia e água.

O projeto Empena Feminina faz a ocupação Resultante Peso realizando intervenções urbana em 6 empenas que rodeiam o Minhocão. Serão projetados 10 trabalhos de 10 mulheres diversas e uma apresentação transmitida on-line em tempo real com mulheres convocadas para participar nas redes do projeto. A proposta é discutir os diferentes pesos, tanto o físico imposto por uma sociedade patriarcal como o poético e simbólico.

Um dado triste e alarmante neste período de quarentena foi o aumento da violência à mulher. Para discutir isso, a performance on-line Mulheres em Quarentena: o que restou do barro silenciou a mulher vem como resposta ao silêncio imposto às mulheres. Seis mulheres de várias regiões do país, etnias e condições sociais se colocarão de pé por 4 horas. Com a cabeça coberta de argila elas recebem pingos d’água constante que vão desmanchando do decorrer da atuação num loop que irá durar 24 horas. As imagens vêm acompanhadas de um campo sonoro criado especialmente para a ocasião. 

Vale lembrar que a cidade de São Paulo voltou à fase amarela do plano de controle da pandemia feito pelo governo do estado. A prefeitura promete que todas as medidas sanitárias e de distanciamento serão respeitadas, mas é indicado verificar atentamente como serão as atrações presenciais. Na página do evento você encontra a programação completa.

Informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

 

Paula Reis

Paula Reis

Historiadora em formação, amante de arte e faminta por conhecimento! Se você tem qualquer dúvida ou sugestão para o Blog, mande uma mensagem: também adora conhecer novas pessoas e trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BANNER_BLOG_BLOMBO_340x340

Categorias

obra de arte a venda na blombo
e-book aumentando sua receita
infográfico usando a internet a seu favor